Logo

O QUE É A ORTODONTIA?  arrow

  • A ortodontia procura corrigir as más posições dos dentes nas arcadas dentárias e modificar o crescimento dos maxilares para uma relação mais equilibrada. Tem como principal objetivo conseguir uma harmonização estética da face e dos dentes, conseguindo uma funcionalidade ideal das estruturas bucais. É uma das especialidades reconhecidas pela Ordem dos Médicos Dentistas (OMD).

O Itinerário do Paciente para um tratamento ortodôntico  arrow

  • A clínica Jorge Dias Lopes Clínica de Medicina Dentária LDA, defende a gestão centrada no paciente. Assim, damos a máxima atenção à queixa principal do paciente e ao atendimento personalizado e familiar.

O que é um especialista em ortodontia denominado Ortodontista?  arrow

  • Do mesmo modo que em medicina existem especialistas (pediatras, cardiologistas, etc.) em medicina dentária existem igualmente especialistas em ortodontia denominados ortodontistas.
    A prática desta especialidade requer conhecimentos que, obrigam a uma formação pós-graduada em ortodontia após a licenciatura em medicina dentária, de acordo com normas adotadas pela maior parte dos países.

    Legalmente, o título de especialista em ortodontia é obtido após exame público na Ordem dos Médicos Dentistas (OMD), única entidade responsável pela atribuição deste título profissional em Portugal.
    Este exame só pode ser requerido após a formação com aproveitamento, num curso de pós-graduação nessa área de conhecimento, conseguida em departamento universitário ou unidade de ensino superior, nacional ou estrangeiro, com a duração mínima de 3 anos a tempo parcial, ou de 2 anos a tempo integral.

    Só os médicos dentistas que obtêm o título de especialista através da OMD estão autorizados a utilizar publicamente o título de ortodontista.

CONSULTA DE ORTODONTIA – RECEÇÃO E EXAMINAÇÃO DO PACIENTE  arrow

  • Na primeira consulta, deverá dirigir-se à receção onde será recebido pela Conceição que irá preencher a sua ficha identificativa.

    De seguida será conduzido para o gabinete de recolha de dados necessários ao estudo do caso. A Rosa e a Conceição farão os moldes e as radiografias.

    Para completar o processo de recolha de dados, será examinado pelo Diretor Clínico e Especialista em Ortodontia, Prof. Doutor Jorge Dias Lopes que fará o exame clínico e as fotografias intra e extra-orais.
    Em seguida, o caso será estudado, considerando o motivo da consulta, o diagnóstico, o plano de tratamento, o tempo necessário para a sua efetivação, o prognóstico e o orçamento.
Na recepção deverá deixar marcada uma nova consulta para ser informado do resultado do estudo e da proposta de tratamento ortodôntico.

CONSULTA DE ORTODONTIA – INFORMAÇÃO E RESPONSABILIZAÇÃO DO PACIENTE  arrow

  • Esta consulta é fundamental, na medida em que, o paciente fica profundamente informado sobre todos os aspetos relacionados
    com o seu caso.

    Por isso, aconselhamos a fazerem-se acompanhar pelos familiares. O Prof. Doutor Jorge Dias Lopes, falará dos aspetos clínicos relacionados com o caso, mostrando casos tratados de forma semelhante. Serão dadas informações de como se estudam os casos, como se colocam os aparelhos, qual o tempo de tratamento previsto e qual o orçamento e possibilidades de pagamento.

CONSULTA DE ORTODONTIA (EVENTUAL) – PREPARAÇÃO DO PACIENTE PREPARADO  arrow

  • Após aceitar a nossa proposta de tratamento, o paciente irá ser preparado para a colocação dos aparelhos ortodônticos.
    Poderá ser necessário previamente:

    · Fazer tratamento periodontal;

    · Tratar ou extrair dentes;

    · Fazer moldes para confecionar certos tipos de dispositivos ortodônticos;

    · Ou apenas, colocar separadores de dentes para facilitar a colocação dos aparelhos fixos.

CONSULTA DE ORTODONTIA – COLOCAÇÃO DOS APARELHOS, INSTRUÇÕES, MOTIVAÇÃO E RESPONSABILIZAÇÃO  arrow

  • Nesta consulta colocamos e ativamos os aparelhos e fornecemos instruções para o seu uso, nomeadamente no que se refere aos cuidados
    de higiene oral.

    Para os primeiros dias, a clínica oferece um kit ortodôntico que consiste: numa escova, num dentífrico, num colutório, cera de proteção e um escovilhão.
Segue-se a marcação da 1.ª consulta de controlo e ativação dos aparelhos (cerca de um mês).

CONSULTA DE ORTODONTIA E SEGUINTES - CONTROLO, ATIVAÇÃO, REPARAÇÃO  arrow

  • Nas consultas seguintes (habitualmente de periodicidade mensal), iremos controlar a evolução do tratamento com:

    · Ativação dos aparelhos;

    · A colocação de dispositivos auxiliares (arco facial, elásticos inter-maxilares, etc.);

    · A reparação dos aparelhos quando necessário;

    · O controlo e motivação da higiene oral;

    · A tomada de fotografias intra-orais para registo da evolução do caso;

    · O controlo radiográfico anual;

    · A informação sobre a evolução do tratamento.

ÚLTIMA CONSULTA DO TRATAMENTO ACTIVO – FINALIZAÇÃO E CONTENÇÃO  arrow

  • Os aparelhos fixos são removidos, quando forem alcançados os objetivos do tratamento ortodôntico e se ter verificado que os dentes estão alinhados e nivelados com oclusão funcional.

    De seguida são moldadas as arcadas dentárias para a confeção dos aparelhos de contenção, isto é, dispositivos ortodônticos para uso noturno durante um certo período de tempo, que evitam que os dentes se desalinhem novamente assegurando a manutenção dos resultados.

CONSULTA FINAL  arrow

  • Acontece habitualmente um mês após a remoção dos aparelhos fixos. Nesta consulta:

    · Controlamos o ajuste dos aparelhos de contenção;

    · Fornecemos instruções sobre o uso dos aparelhos de contenção e sobre a sua manutenção;

    · Reavivamos os procedimentos de higiene oral;

    · Recolhemos radiografias e fotografias para analisar e avaliar os resultados do tratamento e verificar eventuais
    necessidades de tratamento dentário;

    · Elaboramos um relatório final do tratamento para ser entregue ao paciente.

CONSULTA PÓS-CONTENÇÃO  arrow

  • Se não acontecer nenhum imprevisto, o paciente deverá consultar-nos um ano após ter terminado o seu tratamento ortodôntico.

Quais são os benefícios em corrigir os dentes?  arrow

  • · Melhoria estética da face e do sorriso, com o consequente aumento da auto-estima e facilidade de inserção social.
    · Correcto alinhamento dos dentes, tornando possível uma melhor higiene dentária e diminuição do risco de cáries e problemas nas gengivas.
    · Boa função mastigatória, muscular e da articulação dos maxilares com benefícios em termos de saúde e bem-estar geral.
    · Diminuição dos riscos de fracturas quando os dentes estão muito salientes

O que é necessário para começar uma correção dentária?  arrow

  • Para o efeito, tem de ser feito em primeiro lugar um estudo ortodôntico, que inclui duas consultas:
    1º Consulta de recolha de dados (exame clínico, fotografias intra e extra orais, modelos de estudo de gesso, radiografia panorâmica e telerradiografia da face com incidência de perfil);
    2º Consulta de orçamento. Nesta segunda consulta serão dadas informações sobre as características de uma dentição correta, quais são os problemas que se apresentam, a solução que é proposta, os tipos de aparelhos necessários e a duração prevista para o tratamento ortodôntico.
    Em função destes aspectos, é dado o orçamento completo para tratamento desse caso e a forma de pagamento (por mensalidades ao longo do tratamento).
     
    Se não pretender fazer um estudo ortodôntico, será efetuada uma consulta de diagnóstico simples, em que serão dadas informações sobre as características de uma dentição correta e o provavel plano de tratamento para o caso.

O que se faz geralmente na primeira consulta de ortodontia?  arrow

  • Na primeira consulta de ortodontia, são recolhidos vários elementos que vão permitir elaborar um plano de tratamento. É dada particular atenção ao motivo da consulta e efectuada a recolha de dados, nomeadamente exame clínico, fotografias intra e extra orais, modelos de estudo de gesso, radiografia panorâmica e telerradiografia da face com incidência de perfil.

Quanto custa um tratamento ortodôntico?  arrow

  • Depende de vários factores (ex. tipos de aparelhos usados, tempo de tratamento, dificuldade de tratamento, etc). No entanto, é sempre dado um orçamento antes da colocação dos aparelhos.

Em que idade se deve efectuar a primeira consulta de ortodontia?  arrow

  • Todas as crianças devem ter a sua primeira consulta de ortodontia, por volta dos 6-7anos de idade, após a erupção dos primeiros dentes definitivos, para avaliar a necessidade de um tratamento.

Os adultos também podem corrigir os dentes?  arrow

  • Sim. Qualquer pessoa com problemas ortodônticos pode beneficiar de um tratamento ortodôntico na idade adulta.

Quais são as causas dos problemas ortodônticos?  arrow

  • As causas dos problemas ortodônticos podem ser hereditárias (familiares, p. ex. queixo ou dentes salientes do pai ou da mãe), ambientais (hábitos de chupar o dedo, respiração pela boca, perda precoce de dentes de leite) ou uma combinação das duas.

Quanto tempo demora normalmente um tratamento ortodôntico?  arrow

  • Entre 18 e 24 meses, podendo no entanto variar em função do tipo de deformação existente e da dificuldade do tratamento a efectuar.

Os aparelhos fixos requerem cuidados especiais de higiene oral?  arrow

  • Os aparelhos fixos promovem a retenção de placa bacteriana, durante o tratamento. Por este motivo, os dentes deverão ser escovados depois de todas as refeições (incluindo lanches) utilizando uma pasta fluoretada e uma escova ortodôntica. Cada aparelho tem a sua técnica de escovagem, que é muito simples e ensinada no dia da colocação.

Os aparelhos de ortodontia provocam dor?  arrow

  • Os aparelhos podem provocar algum desconforto, principalmente nas primeiras horas depois de serem colocados ou ajustados. Todavia esse incómodo desaparece rapidamente.

Os aparelhos danificam os dentes?  arrow

  • Não. Isso só pode acontecer se não existirem cuidados de higiene mínimos. Os dentes também ficam cariados se não forem escovados sem aparelho.

Que tipos de aparelhos ortodônticos existem?  arrow

  • Actualmente, existe uma grande variedade de aparelhos fixos e removíveis especialmente concebidos para movimentar os dentes e os próprios maxilares para as posições desejadas.

Como é que os dentes são movimentados?  arrow

  • Através de forças leves exercidas pelos aparelhos sobre os dentes, que promovem a transformação do osso que os rodeia.

Podem praticar-se desportos com aparelhos fixos?  arrow

  • Sim. No entanto, no caso de desportos com contacto físico (p. ex. rugby, andebol, judo), deverá ser utilizada uma protecção individualizada, de modo a evitar lesões nos tecidos moles.

Quais os alimentos a evitar com os aparelhos ortodônticos fixos?  arrow

  • Particularmente os alimentos pegajosos (ex. pastilhas elásticas, caramelos) e muito duros (ex. cenouras, tostas).